O Ministério Público de Santa Catarina utiliza cookies para gerar informações estatísticas de visitação, aperfeiçoar a experiência do usuário e prestar os serviços online.
Respeitando seu direito à privacidade, em breve você poderá fazer a gestão dos cookies por ferramenta própria disponível no site.
Até a implementação da ferramenta, você poderá optar por impedir/modificar esse tratamento por meio das configurações do seu navegador.



Post

Na quarta-feira (1º/7) começaram a rodar na cidade de Jaraguá do Sul as duas primeiras viaturas blindadas da região, graças aos recursos provenientes de acordos de não persecução penal firmados na 3ª, 4ª, 5ª e 8ª Promotorias de Justiça de Jaraguá do Sul. Os recursos oriundos de ações criminais ajuizadas pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), no valor total de R$ 22 mil, foram depositados em favor da Associação Amigos da Segurança Pública do Vale do Itapocu e da Associação Filantrópica Somos 14º Batalhão.

O valor permitiu que as associações financiassem a blindagem de duas viaturas do Pelotão de Patrulhamento Tático (PPT) do 14º Batalhão de Polícia Militar. Trata-se de uma proteção a mais para o enfrentamento de eventuais ameaças armadas pelo pelotão.

Para o grupo de Promotores de Justiça que atuam nos acordos de não persecução penal, essa é uma forma de suprir a ausência do Estado e dar uma condição melhor para a corporação, que faz um excelente trabalho na região. O MPSC propõe o acordo quando se trata de crimes com pena mínima inferior a quatro anos e cometidos sem violência ou grave ameaça. Em contrapartida, se o acordo é aceito, as partes deixam de enfrentar um processo criminal.