O Ministério Público de Santa Catarina utiliza cookies para gerar informações estatísticas de visitação, aperfeiçoar a experiência do usuário e prestar os serviços online.
Respeitando seu direito à privacidade, em breve você poderá fazer a gestão dos cookies por ferramenta própria disponível no site.
Até a implementação da ferramenta, você poderá optar por impedir/modificar esse tratamento por meio das configurações do seu navegador.



Representantes dos fóruns estaduais que combatem os impactos do uso de agrotóxicos na região Sul e pesquisadores que investigam os efeitos do uso abusivo e indiscriminado desses insumos na agropecuária discutirão os desafios e as dificuldades enfrentadas por organizações e pessoas que se dedicam a estudar os efeitos socioeconômicos e ambientais dessa prática no dia 3 de dezembro, sexta-feira, na sede do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC).

Sexta-feira (3/12) é o Dia Mundial de Combate ao Uso de Agrotóxicos e a data foi escolhida pelos organizadores do evento para levar ao público os resultados das pesquisas que apontam os efeitos nocivos do uso indiscriminado de substâncias e ingredientes nos insumos agrícolas desenvolvidos para o combate de pragas e aumento da produtividade, mas que prejudicam o meio ambiente e ameaçam a saúde de pessoas e animais.

O Seminário Sul Brasileiro Sobre Pesquisas Realizadas no Âmbito dos Impactos dos Agrotóxicos e Transgênicos é organizado pelo Fórum Catarinense de Combate aos Impactos do Uso de Agrotóxicos e Transgênicos (FCCIAT) em parceria com os fóruns do Rio Grande do Sul e do Paraná.

Além de apresentar os resultados das pesquisas mais recentes, os palestrantes - com nomes que são considerados entre os principais estudiosos do tema no mundo - também discutirão os obstáculos enfrentados por organizações e pessoas que se dedicam à investigação científica do problema.

O evento será realizado de forma híbrida, com acesso presencial de público dentro dos protocolos sanitários de combate à pandemia de covid-19 e também com a transmissão ao vivo pelo canal do FCCIAT no YouTube . Os debates são abertos ao público e a inscrição, gratuita, deve ser feita com antecedência pelo link.

Veja a programação do Seminário Sul Brasileiro Sobre Pesquisas Realizadas no Âmbito dos Impactos dos Agrotóxicos e Transgênicos:

Sexta-feira (3/12)

9:00 - 9:20 - Abertura e Mediação do evento científico de Santa Catarina - Marcos José de Abreu (Marquito), Coordenador Adjunto do FCCIAT Vereador PSOL Florianópolis, Engenheiro Agrônomo e Mestre em Agroecossistemas e Cristina Sant'Anna, bióloga e doutoranda em Ciências Médicas UFSC

09:20 - 9:40 - Levantamento de evidências científicas feito pelo Ministério da Saúde sobre a toxicidade crônica dos agrotóxicos - Prof. Dr. Pablo Moritz, CIATox UFSC

09:40 - 10:00 - Algumas implicações do agronegócio no Brasil - Sonia Corina Hess, Pós doutora em química, professora aposentada da UFSC

10:00 - 10:20 - Efeitos fisiológicos de agrotóxicos em organismos aquáticos - Eduardo Alves Almeida, FURB

10:20 - 10:40 - Pesquisas feitas pelo Observatório de Estudos em Alimentação Saudável e Sustentável (ObASS) da UFSC - Suellen Secchi Martinelli, Professora do curso de Nutrição da UFSC

10:40 - 11:00 - Subcidadania brasileira e o duplo padrão no comércio de agrotóxicos - Dra Isabele Bruna Barbieri, Pesquisadora do observatório de Justiça Ecológica da UFSC.

11:00 - 11:20 - Pesquisas com agrotóxicos no contexto do LABTOX: resultados e perspectivas futuras - Dr Rodrigo Costa Puerari, Pesquisador do Laboratório de Toxicologia Ambiental da UFSC

11:20 - 11:40 - Impactos da aprovação da liberação do trigo Transgênico no Brasil - Dra Sarah Agapito, Pesquisadora Sênior do GenØk Centro Biossegurança da Noruega

11:40 - 12:00 - Inseticidas para animais são agrotóxicos? - Dra Patrizia Ana Bricarello, Núcleo de Agroecologia do Centro de Ciências Agrarias da UFSC

12:00 - 12:20 - Encerramento evento SC - Marcos José de Abreu (Marquito), Coordenador Adjunto do Fórum Catarinense de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos e Transgênicos (FCCIAT), Vereador PSOL Florianópolis, Engenheiro Agrônomo e Mestre em Agroecossistemas

12:20 - 13:30 - Intervalo para almoço

13:30 - 13:40 - Abertura Seminário da Região Sul - Marcos José de Abreu (Marquito), Coordenador Adjunto do Fórum Catarinense de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos e Transgênicos (FCCIAT), Vereador PSOL Florianópolis, Engenheiro Agrônomo e Mestre em Agroecossistemas

13:40 - 13:50 - Saudação do Fórum Catarinense de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos e Transgênicos (FCCIAT) - Dr Eduardo Paladino, Promotor de Justiça do MPSC e Coordenador do FCCIAT

13:50 - 14:00 - Saudação Fórum NacionalDr Pedro Serafim - Procurador do Trabalho MPT e Coordenador do Fórum Nacional de Combate aos Agrotóxicos

14:00 - 14:20 - Fala de Abertura - Dra Larissa Bombardi, Pesquisadora

14:00 - 14:30 - Apresentação da situação sobre pesquisa científica e produção acadêmica representando o Fórum Catarinense de Combate aos Agrotóxicos e Transgênicos FCCIAT - Dr Rubens Onofre Nodari, Professor da Pós graduação em Recursos Genéticos Vegetais da UFSC

14:30 - 15:00 - Apresentação da situação sobre pesquisa cientifica e produção acadêmica representando o Fórum Gaúcho de Combate aos Agrotóxicos FGCA

15:00 - 15:30 - Apresentação da situação sobre pesquisa cientifica e produção acadêmica representando o Fórum Paranaense de Combate aos Agrotóxicos FPCA - Nanci Ferreira Pinto

15:30 - 16:00 - Debate

16:00 - 16:30 - Dossiê contra o Pacote de Veneno e em Defesa da Vida - Leonardo Melgarejo, representando a Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Associação Brasileira de Agroecologia

16:30 - 17:00 - Relatório O Agro não é tech, o agro não é pop e muito menos tudo - Yamila Goldfarb e Marco Antônio Mitidiero Junior

17:00 - 17:30 - Debate

17:30 - 18:00 - Encerramento


Rádio MPSC

Ouça o MPSC Notícia, onde o Promotor de Justiça e Coordenador do Fórum Catarinense de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos e Transgênicos (FCCIAT), Eduardo Paladino, convida a todos para se inscreverem gratuitamente no evento, que será transmitido pelo canal do Fórum no YouTube.

Faça o download do áudio aqui!