O Ministério Público de Santa Catarina utiliza cookies para gerar informações estatísticas de visitação, aperfeiçoar a experiência do usuário e prestar os serviços online.
Respeitando seu direito à privacidade, em breve você poderá fazer a gestão dos cookies por ferramenta própria disponível no site.
Até a implementação da ferramenta, você poderá optar por impedir/modificar esse tratamento por meio das configurações do seu navegador.



Com o avanço da covid-19 no município de Papanduva, o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), representado pelas Promotorias de Justiça da Comarca, se reuniu no dia 15 de maio de 2020 com autoridades municipais para debater novas estratégias de enfrentamento ao vírus.

Para o Promotor de Justiça Antonio Junior Brigatti Nascimento, titular da 1ª PJ de Papanduva, a reunião foi importante para o debate sobre a aprovação de novas medidas essenciais na contenção do vírus. Entre elas, destacam-se, por exemplo, a obrigatoriedade do uso de máscaras não apenas em estabelecimentos públicos e privados, mas também em espaços e vias públicas e a instituição de um plano de contingência em decorrência do avanço da pandemia no município.

Também foi proposto e aprovado o projeto "Patrulha Covid-Saúde", que fiscalizará o cumprimento obrigatório da quarentena pelas pessoas com covid-19 ou que tiveram contato com contaminados e que assinaram o termo de consentimento. A patrulha contará com uma equipe formada por servidores públicos da Vigilância Sanitária com o apoio da Polícia Militar. O objetivo é trabalhar em uma frente que permanecia desguarnecida - a fiscalização sobre o cumprimento do período de isolamento para que se evite a propagação em massa do vírus.

Outras medidas aprovadas foram a elaboração de um plano de contingência e o aprimoramento na transparência municipal em relação ao boletim diário destinado à população. A intenção é evitar a proliferação de notícias equivocadas sobre a pandemia em Papanduva.

Após a reunião, os Promotores de Justiça participaram de entrevista na rádio local. Segundo a Promotora de Justiça Fernanda Priorelli Soares Togni, titular da 2ª PJ de Papanduva, o ato foi importante para conscientizar a população a manter as medidas de isolamento social e intensificar as medidas de prevenção ao contágio do novo coronavírus, além de sensibilizar os cidadãos acerca dos malefícios das fake news.

Participaram da reunião os Promotores de Justiça titulares da 1ª e da 2ª PJs da Comarca de Papanduva, Antonio Junior Brigatti Nascimento e Fernanda Priorelli Soares Togni, o Prefeito do município, Luiz Henrique Saliba, o Vice-Prefeito, Jaime Ianskoski, a Secretária da Saúde, Cátia Thorstenberg, o enfermeiro responsável pela Epidemiologia, Wagner Neiverth, o delegado da Polícia Civil Eduardo Borges, o Sargento Comandante da Polícia Militar Ronaldo Paes de Farias e os representantes da Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores Tafarel Schons e Luiz Eduardo Saliba.