Post

Nesta sexta-feira (21/7), a Polícia Militar Ambiental de Santa Catarina comemorou 33 anos de atividade. Na solenidade, o Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) fez a entrega de equipamentos para a corporação e o Subprocurador-Geral de Justiça para Assuntos Institucionais do MPSC, Paulo Antonio Locatelli, foi homenageado com a Medalha Raulino Reitz da Polícia Militar Ambiental.  

Os equipamentos entregues, 182 cintos de guarnição com coldre para a pistola Beretta - adquiridos por meio de um convênio entre a PMA e o MPSC, em valor que totaliza cerca de R$ 95 mil -, são suficientes para equipar 100% do efetivo do serviço ativo da corporação em todo o Estado de Santa Catarina.  

O Coordenador do Centro de Apoio Operacional do Meio Ambiente (CME) do MPSC, Promotor de Justiça Saulo Henrique Aléssio Cesa, considera que a PMA é uma parceira de grande relevância para a atuação do Ministério Público e de todas as demais instituições que amparam o meio ambiente.  

PostDestacou, ainda, que o convênio que advém dessa relação permitiu a entrega de equipamentos para fortalecer a PMA em todas as regiões do estado. "Essa parceria seguirá cada vez mais firme e cada vez mais forte em prol do meio ambiente e da sociedade de Santa Catarina", completou. 

A ocasião também marcou a formatura de 34 alunos do curso de especialização em policiamento ambiental, que teve como objetivo desenvolver e aperfeiçoar Policiais Militares Ambientais em conhecimentos avançados, teóricos e práticos, para que possam agregar novas informações e atuar como componentes de guarnições operacionais, de forma mais eficiente e segura, nas ações de policiamento ostensivo ambiental.