O Ministério Público de Santa Catarina utiliza cookies para gerar informações estatísticas de visitação, aperfeiçoar a experiência do usuário e prestar os serviços online.
Respeitando seu direito à privacidade, em breve você poderá fazer a gestão dos cookies por ferramenta própria disponível no site.
Até a implementação da ferramenta, você poderá optar por impedir/modificar esse tratamento por meio das configurações do seu navegador.



Post

Um Comitê de Crise local foi formado na região de Abelardo Luz e Xanxerê para acompanhar os desdobramentos do bloqueio de estradas por caminhoneiros na região. O  Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) integra o Comitê, junto com a Polícia Militar Rodoviária, a Defesa Civil e a Prefeitura de Xanxerê. 

O Comitê de Crise foi criado por iniciativa do Promotor de Justiça Marcos Augusto Brandalise - que atua na área do Consumidor nas Comarcas de Abelardo Luz e de Xanxerê - em Procedimento Administrativo instaurado para o acompanhamento da situação, o estabelecimento de diálogo com os manifestantes, evitar o desabastecimento e apurar eventual irregularidade na paralisação e fechamento de rodovias pelos caminhoneiros e demais classes nos dois municípios.   

A criação foi decidida após reunião do Promotoria de Justiça com representantes dos caminhoneiros parados em Abelardo Luz, da qual também participou o Comandante local da Polícia Militar Rodoviária. Na reunião foi garantida pelos manifestantes a passagem de veículos pequenos e médios, de veículos de saúde e de caminhões com carga viva e alimentos perecíveis, além da liberação total das vias duas vezes por dia a partir desta sexta-feira, enquanto durar a paralisação.  

Diariamente os integrantes trocarão informações para subsidiar as decisões de competência de cada um dos órgãos públicos. O próximo passo é o agendamento de uma reunião para diálogo com os representantes dos caminhoneiros parados em Xanxerê. 

"O diálogo, a pacificação e resolução consensual de conflitos têm sido a tônica, de modo a evitar confrontos e preservar o interesse da sociedade em manter-se guarnecida em suas necessidades básicas, o que foi bastante assimilado pelo grupo", considera o Brandalise. 

MPSC monitora situação em todo o Estado

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) atua para garantir a manutenção dos serviços essenciais durante a paralisação dos caminhoneiros, buscar a desmobilização das células que lideram o movimento de forma difusa em cada região e responsabilizar pessoas e empresas que estejam por trás dos atos que provocam o bloqueio das estradas e ameaçam a normalidade.  

O Gabinete Gestor de Crise do MPSC já está monitorando a situação em todas as regiões, conforme informou o Procurador-Geral de Justiça, Fernando da Silva Comin, em reunião de emergência solicitada pelo Governador Carlos Moisés no Centro de Gerenciamento e Controle da Defesa Civil, com diversos órgãos do Estado e da União e forças de segurança pública que ocorreu na manhã desta quinta-feira (9/9).  

Saiba mais aqui!